Mani, lingua e respiro: 100 anos de Andrea Zanzotto | 16-17/11 8h30 (BR) 12h30(IT)

08/11/2021 00:27

Quantas facetas não poderiam ser atribuídas a Andrea Zanzotto (1921-2011), para muitos considerado como um do
s grandes herdeiros de Eugenio Montale. Sua produção, iniciada com a publicação de Dietro il paesaggio [Por trás da paisagem], em 1951, pode ser vista sob diferentes perspectivas: desde uma forte relação com a tradição até seu caráter mais radical e experimental, passando pelo hermetismo, por certa atmosfera bucólica, sem deixar de tratar das atrocidades da Primeira e da Segunda Guerras, do Vietnã, da destruição da natureza e da grande mudança e reconfiguração da paisagem da região do Veneto. Na verdade, o que chama a atenção na incrível e variada produção de Andrea Zanzotto é sua capacidade de ser sempre ele mesmo e sempre outro, variações, amplitudes e deslocamentos (inclusive na própria linguagem) que são articulados a partir de um espaço muito bem definido e delimitado. Esse espaço corresponde à sua cidade natal, Pieve di Soligo, no interior da região do Veneto, bem perto das Dolomitas.

O evento Mani, lingua e respiro: 100 anos de Andrea Zanzotto traz convidados especiais para discutir alguns dos aspectos de seu laboratório poético e para pensar a tradução e a circulação de sua obra no Brasil, na Argentina e na Espanha.

Para se inscrever no congresso clique qui 

Todas as atividades  serão transmitidas pelo canal YouTube do Neclit

Comments