Literatura Italiana Traduzida

As pesquisas realizadas no âmbito do NECLIT são balizadas por uma ideia de contemporâneo que não diz respeito a uma categoria cronológica ou a um enquadramento sinótico da literatura, mas sim a uma abordagem crítico-teórica que enxerga a obra como uma montagem dialética de tempos, como um fluxo em constante deslocamento de pensamentos e linguagens, independente do período de produção do objeto contemplado. Privilegia-se, assim, um método de análise que visa questionar uma visão historicista, taxonômica e assertiva dos textos, potencializando, entretanto, seus momentos de descontinuidade, embates, fratura. Dessa forma, o espaço literário é visto em abertura e diálogo com estatutos de temporalidades diferentes e, simultaneamente, na contraluz de sua época. Os referenciais teóricos que norteiam as investigações e a interação entre os demais pesquisadores vão de Nietzsche a Benjamin, de Blanchot a Foucault, de Agamben a Didi-Huberman, entre outros. É nessa ótica que são trabalhados, frequentemente numa perspectiva comparada, algumas obras, autores e movimentos da literatura italiana.

 

Literatura Italiana Traduzida

O projeto nasce de uma parceria entre pesquisadores da UFSC e da USP e teve início em 2010, ganhando amplas dimensões com os apoios recebidos em editais do CNPq (Edital Ciências Humanas 400500/2010-8) e da FAPESP (2013/20971-0). O objetivo é fazer uma cartografia de textos da literatura italiana traduzidos e publicados em forma de livro no Brasil. A partir desse complexo mapeamento, um segundo objetivo é tentar analisar as cartografias que vão se delineando por meio dos registros realizados. Nessa etapa, a proposta é refletir sobre relações e hibridizações propiciadas pelo gesto tradutório. A tradução é um complexo processo que desencadeia uma série de interligações, contatos e contágios, estimulando possíveis contaminações. Com esses pressupostos, o projeto tem um caráter inovador e transdisciplinar, fornecendo alguns arquivos dessas convivências. Um produto de inovação gerado pelo grupo e realizado com os financiamentos recebidos foi o Dicionário Bibliográfico da Literatura Italiana (www.dlit.ufsc.br), que hoje é consultado por críticos, editoras, tradutores e estudiosos como ferramenta de grande importância. Além do produto do Dicionário, o projeto quer continuar a promover a consolidação de uma rede de pesquisa: já publicou e organizou números de revistas nacionais e internacionais, livros, Simpósios na ABRALIC, eventos realizados na UFSC, na USP e em instituições parceiras na Itália, como a Università di Roma Tre e a Università di Tor Vergata.

 

 

 

Dicionário Bibliográfico da Literatura Traduzida  (site atual do projeto)

Abaixo o registro dos sites anteriores àquele atual do projeto

Dicionário Bibliográfico da Literatura Traduzida pós 1950   – (FAPESP Projeto Integrado 2013/20971-0)

Dicionário Bibliográfico da Literatura Traduzida até 1950 – (CNPq Ciências Humanas n° 400500/2010-8, 2010-2013)