Literatura Italiana Traduzida

Literatura Italiana Traduzida

O projeto nasce de uma parceria entre pesquisadores da UFSC e da USP e teve início em 2010, ganhando amplas dimensões com os apoios recebidos em editais do CNPq (Edital Ciências Humanas 400500/2010-8) e da FAPESP (2013/20971-0). O objetivo é fazer uma cartografia de textos da literatura italiana traduzidos e publicados em forma de livro no Brasil. A partir desse complexo mapeamento, um segundo objetivo é tentar analisar as cartografias que vão se delineando por meio dos registros realizados. Nessa etapa, a proposta é refletir sobre relações e hibridizações propiciadas pelo gesto tradutório. A tradução é um complexo processo que desencadeia uma série de interligações, contatos e contágios, estimulando possíveis contaminações. Com esses pressupostos, o projeto tem um caráter inovador e transdisciplinar, fornecendo alguns arquivos dessas convivências. Um produto de inovação gerado pelo grupo e realizado com os financiamentos recebidos foi o Dicionário Bibliográfico da Literatura Italiana (www.dlit.ufsc.br), que hoje é consultado por críticos, editoras, tradutores e estudiosos como ferramenta de grande importância. Além do produto do Dicionário, o projeto quer continuar a promover a consolidação de uma rede de pesquisa: já publicou e organizou números de revistas nacionais e internacionais, livros, Simpósios na ABRALIC, eventos realizados na UFSC, na USP e em instituições parceiras no Brasil e na Itália, como a Università di Roma Tre e a Università di Tor Vergata.

Dicionário Bibliográfico da Literatura Traduzida  (site atual)

As pesquisas atualmente em andamento são:

 

  • Andrea Santurbano (UFSC)

Crítica e tradução, narrativa e ensaio

  • Aislan Camargo Maciera (Pós-doutorando | USP)

Primo Levi: traduções, recepção e fortuna crítica na América Latina

  • Agnes Ghisi (Mestrando | UFSC)

A Milão de Giovanni Raboni: reflexões sobre o processo de tradução (em cojunto com Elena Santi)

  • Augusto Cezar Silva de Souza (Mestrando | USP)

Manoel Botelho de Oliveira e as diversas vozes de uma só Musa: Rimas italianas na América portuguesa

  • Bruno Ferreira (Mestrando | UFBA)

A busca pela identidade do sujeito imigrante de segunda geração em ‘Minha casa é onde estou’: um percurso através da história e das memórias.

  • Daniel Fonnesu (Doutorando | UFBA)

Uma Tradução Comentada do Romance Po Cantu Biddanoa de Benvenuto Lobina

  • Dayana Roberta dos Santos Loverro (Doutoranda | USP)

Estudo da recepção das traduções de Clarice Lispector na Itália

  • Elena Santi (UFJF)

A Milão de Giovanni Raboni: reflexões sobre o processo de tradução (em cojunto com Agnes Ghisi)

  • Égide Guareschi (UTFPR)

Literatura comparada – os modernistas e os italianos

  • Érica Salatini (UFBA)

Cem anos de literatura “rosa”: romances italianos de autoria feminina escritos entre 1850 e 1950

  • Fabiana Vasconcellos Assini (Doutoranda | UFSC)

Escritores “gettonianos” no Brasil: um estudo sobre as traduções brasileiras de escritores que integraram a coleção italiana “I Gettoni”

  • Francesca Cricelli (Doutora | USP)

Identidade e busca por pertencimento na literatura italiana traduzida: Scego, Durastanti e Masino

  • Francisco Degani (Pós-Doutorando | UFSC)

Ficção, memória, história e tradução em Le confessioni d’un italiano, de Ippolito Nievo

  • Gesualdo Maffia (UFBA)

Malavite. Representação da violência juvenil urbana na Itália e no Brasil nos romances de Roberto Saviano e Ferréz

  • Igor Azevedo de Albuquerque (Doutorando | USP)

Tradução comentada de La persuasione e la Rettorica e estudo sobre visualidade e escrita ensaística em Carlo Michelstaedter

  • Igor Azevedo de Albuquerque (Doutorando | USP)

Tradução comentada de La persuasione e la Rettorica e estudo sobre visualidade e escrita ensaística em Carlo Michelstaedter

  • Laura Cristhina Fiore Ferreira (Mestre | USP)

Le Seduzioni: tradução de poesias e cartas de Amalia Guglielminetti

  • Leila Cursi de Barros (Mestranda | USP)

Questões das traduções de Dante no Brasil

  • Leonardo Rossi Bianconi (Doutorando | USP)

Sua vida com Benito: publicidade e recepção das memórias de Raquel Mussolini e de outras traduções da Editora Ipê no suplemento literário “Autores e Livros”

  • Lucia Wataghin (USP)

Questões da poesia contemporânea traduzida (em conjunto com Patricia Peterle)

  • Maria Amelia Dionisio (Mestre | UFSC)

giallo de Leonardo Sciascia no Brasil

  • Marika Avezzù

Sciascia no Brasil: escritor de livros gialli ou jornalista? Uma análise sobre a recepção das traduções sciascianas no país sul-americano.

  • Patricia Peterle (UFSC | USP | CNPq)

Questões da poesia contemporânea traduzida (em cojunto com Lucia Wataghin)

  • Rafael Reginato Moura (Doutorando | UFSC)

Fulgurações pictórico-literárias do grotesco no neorreal entre Itália e Portugal

  • Raquel de Oliveira Meira (PIBIC-FAPESB |UFBA)

Recepção cultural de romances italianos de autoria feminina publicados entre 1850-1950

  • Susi Leolinda Rosas Queiroz (Doutorando | UFBA)

Tradução comentada de Giochi di mano, um romance de Manuela Lunati

  • Tatiana Fantinatti (UFBA)

Do livro à tela: transcrições fílmicas das obras de Andrea Camilleri

 

                                                                                                      Site do evento | Inscrições

Abaixo o registro dos sites anteriores àquele atual do projeto

Dicionário Bibliográfico da Literatura Traduzida pós 1950   – (FAPESP Projeto Integrado 2013/20971-0)

Dicionário Bibliográfico da Literatura Traduzida até 1950 – (CNPq Ciências Humanas n° 400500/2010-8, 2010-2013)