Literatura Italiana Traduzida

O projeto Literatura Italiana Traduzida no Brasil tem como objetivo refletir sobre as relações e hibridizações propiciadas pelo gesto tradutório. A tradução é um complexo processo que desencadeia uma série de interligações, contatos e contágios, estimulando possíveis contaminações. Com esses pressupostos, o projeto tem um caráter inovador e transdisciplinar, fornecendo alguns arquivos dessas convivências. Um produto de inovação gerado pelo grupo e realizado com os financiamentos recebidos foi o Dicionário Bibliográfico da Literatura Italiana, que hoje é consultado por críticos, editoras, tradutores e estudiosos como ferramenta de grande importância.

Sobre o Dicionário
O Dicionário Bibliográfico de Literatura Italiana Traduzida no Brasil é o resultado de um projeto de pesquisa desenvolvido, desde 2010, pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e pela Universidade de São Paulo (USP), e já contou com o apoio do CNPq e da Fapesp, reunindo o maior número de dados possível sobre obras de literatura italiana traduzida no Brasil.

Devido aos interesses em comum, o Núcleo de Estudos Contemporâneos de Literatura Italiana (NECLIT) e o Núcleo de Pesquisa em Informática, Literatura e Linguística (NUPILL) decidiram se unir. Os dados do Dicionário Bibliográfico da Literatura Italiana Traduzida foram migrados para a plataforma do NUPILL, com o apoio do Laboratório de Pesquisa em Sistemas Distribuídos.

A consulta dos dados está disponível para qualquer tipo de usuário, desde o leitor curioso e diletante até pessoas do mercado editorial, tradutores ou pesquisadores especialistas.

O catálogo apresenta para cada obra um detalhamento bibliográfico, que é acompanhado por informações sobre os autores italianos. Mas o ponto de partida foi também pensar a literatura traduzida como parte integrante da história do sistema da literatura de chegada, sendo sua história fundamental para a formação e as transformações da história literária. Nesse sentido, uma entrada importante são os paratextos (prefácio, posfácio, apresentação, ilustração etc.), como também algumas capas que falam muito sobre como uma determinada obra foi acolhida e passou a circular no Brasil.

O Dicionário, como fonte de pesquisa, ajuda a compreender um pouco mais, e responder, algumas perguntas inevitáveis para quem trabalha com uma literatura estrangeira, como: de que modo e em que medida as obras da literatura traduzida interferem no ambiente de chegada, na cultura e na literatura brasileira? Quais são os critérios de seleção das obras a serem traduzidas? Como podem ser descritas as relações do mundo literário com as forças políticas, econômicas, sociais que decidem, estimulam ou se opõem à fortuna de determinadas obras e ideias, promovendo ou não sua divulgação? Há uma relação direta entre as hierarquias estabelecidas nos cânones da literatura de partida e aquelas da literatura que a acolhe? Ou há – como parece mais provável – uma flutuação que depende de numerosas variantes que intervêm no processo entre os vários mercados?

O Dicionário Bibliográfico da Literatura Italiana está sempre em atividade, seja na inserção de novos registros seja na correção de alguns dados. É uma “obra”, o Dicionário, que por sua própria natureza, mesmo com todo o rigor da pesquisa, só pode se apresentar sempre incompleta, sempre a completar.

A equipe do projeto é variável, mais de 40 pesquisadores já trabalharam nesse projeto, mas é sempre composta por professores, alunos de pós-graduação e graduação, e técnicos especializados.

Clique aqui para baixar o livro

Abaixo o registro dos sites anteriores àquele atual do projeto

Dicionário Bibliográfico da Literatura Traduzida pós 1950   – (FAPESP Projeto Integrado 2013/20971-0)

Dicionário Bibliográfico da Literatura Traduzida até 1950 – (CNPq Ciências Humanas n° 400500/2010-8, 2010-2013)