Núcleo de Estudos Contemporâneos de Literatura Italiana
  • Publicado em 21/02/2019 às 17:18 05Thu, 21 Feb 2019 17:18:12 +000012.


  • Vídeo Seminário de Pesquisa NECLIT

    Publicado em 02/10/2022 às 10:53 10Sun, 02 Oct 2022 10:53:37 +000037.

    Agora os vídeos do Seminário de Pesquisa do NECLIT estão disponíveis:

     

     


  • Lançamento 21/09 – Livros & Livros | UFSC

    Publicado em 18/09/2022 às 22:11 10Sun, 18 Sep 2022 22:11:11 +000011.


  • Imagens e palavras transeuntes

    Publicado em 18/09/2022 às 21:27 09Sun, 18 Sep 2022 21:27:04 +000004.

    Dando continuidade às nossas parcerias internacionais, será hóspede na UFSC um exímio pesquisador e colaborador do NECLIT, o prof. Andrea Gialloreto, da Università “G. d’Annunzio”, Chieti-Pescara. No âmbito do projeto de pesquisa internacional Arquivos reais e imaginários entre Itália e América Latina, ele irá debater sobre a relações estéticas que envolvem palavra e imagem, em sua interseção com a arte, com a poesia e com a crônica. Em particular, serão abordados autores como Giorgio Manganelli e Maria Grazia Calandrone, em concomitância com o lançamento de algumas obras deles em tradução. 

       

                                                           Inscrições aqui

    Certificado para os participantes.


  • Laboratório de Tradução – NECLIT

    Publicado em 16/09/2022 às 09:00 09Fri, 16 Sep 2022 09:00:54 +000054.

    O Laboratório de Tradução (II)  pretende abrir espaço para a prática da tradução, sobretudo a tradução do italiano para o português do Brasil. A teoria da tradução é fundamental para o tradutor, porém é a prática que consolida a teoria. É só traduzindo que se aprende a traduzir. Um laboratório abre espaço para a experimentação guiada, para a análise do texto fonte e do texto traduzido, para entender nossas escolhas e as escolhas do outro, para pensarmos juntos, aprimorar, expressar nossas dúvidas e nossas certezas. Além disso, vamos discutir algumas particularidades da tradução do italiano e sua versão para o português a partir de textos literários que serão discutidos e traduzidos. A tradução será aqui entendida não como um produto final, mas sim como um processo por meio do qual a reflexão sobre o texto traduzido por nós e pelos outros, sobre as soluções encontradas e sobre a dificuldade de bem solucionar um texto é o ponto de partida para o desenvolvimento de uma sensibilidade que possibilita ao tradutor compreender, analisar, intermediar e aproximar línguas e culturas.

    Para uma melhor experiência no laboratório, recomenda-se que os interessados possuam pelo menos nível B1 de conhecimento da língua italiana.

    Profa. Graziele Frangiotti e Pós-Doutorando Francisco Degani 

     

    Inscrições aqui


  • Conversa com Giovanni Pietro Vitali:Last Letter’s das Guerras Mundiais

    Publicado em 15/09/2022 às 17:23 05Thu, 15 Sep 2022 17:23:13 +000013.

     

    O doutorando Leonardo Bianconi (PPGLit/CAPES/NECLIT), pesquisador da “resistenza italiana” no Brasil, entrevista o Prof. Dr. Giovanni Pietro Vitali sobre cartas escritas e enviadas durante as Guerras Mundiais. os temas abordados são: formação da língua italiana, identidade e memória.

    Veja também o artigo de Leonardo Bianconi “O que é uma carta de um condenado a morte?” na Revista Literatura Italiana traduzida.


  • Seminário de pesquisa NECLIT

    Publicado em 09/09/2022 às 16:42 04Fri, 09 Sep 2022 16:42:15 +000015.

    O seminário de pesquisa NECLIT foi pensado para que os integrantes do Núcleo possam apresentar o desenvolvimento de suas pesquisas buscando diálogos com diversos interlocutores. O objetivo é expandir as possibilidades de cada pesquisa por meio de problematizações, questionamentos e do confronto de ideias. Esses encontros podem aprofundar e abrir para outros caminhos que ajudem a indagar os objetos das pesquisas. O solitário trabalho do pesquisador atinge seus propósitos a partir do compartilhamento de ideias e resultados parciais e finais.

    Após as comunicações haverá um momento de discussão e conversa aberto a todos.

                            

    Inscrições para ouvintes: https://forms.gle/EwXbAFM9CQg2eGka8

    Para os resumos acesse aqui 

    Atenção: vagas limitadas

    9h – 12h 

    ABERTURA

    Mesa I – CORPO, IMAGEM E MEMÓRIA

    Coord. Cláudia Alves

    14h – 17h30m

    RESÍDUOS E SEUS LIMITES NO TEMPO

    Coord. Meritxell Hernando Marsal

    A última carta. O que é uma carta de um condenado à morte?

    Comentários da entrevista ao Prof. Giovanni Vitali, por Leonardo Bianconi

    ENCERRAMENTO


  • Seleção – Bolsa PIBIC e PIBITI

    Publicado em 01/09/2022 às 14:44 02Thu, 01 Sep 2022 14:44:09 +000009.

    Resultados:

    Bolsa PIBIC

    1. Luiz Paulo Castro – Aprovado com bolsa
    2. Ângela da Rosa Prestes – Aprovada com bolsa
    3. Luiza Mocellin Figueira – Aprovada
    4. João Lopes Rodrigues – Aprovado

    Bolsa PIBIC-AF

    1. Maria Paula Moretti Brito – Aprovada com bolsa

    Bolsa PIBIT

    1. Juan Terenzi – Aprovado com bolsa
    2. Camila Vicentini Camargo – Aprovada
    3. João Lopes Rodrigues – Aprovado

    Os aprovados com bolsa precisam urgentemente providenciar o CV Lattes e abrir conta no Banco do Brasil (pode ser Conta Fácil que é toda online).

    ——-

    Estão abertas as inscrições para bolsas PIBIC e PIBITI para atuação nos projetos do Núcleo de Estudos Contemporâneos de Literatura Italiana, para o período 2022-2023. Sendo 01 bolsa para Ações Afirmativas*.

    • Critério de avaliação: IAA (índice de aproveitamento acumulado) e entrevista
    • Prazo para inscrição: terça 06/09/2022, enviar e-mail com histórico escolar para neclit.ufsc@gmail.com
    • Seleção | Entrevista: quinta 08/09/2022, às 10h, na sala 525-B CCE.
    • Banca de seleção: Prof. Andrea Santurbano, Profa. Patricia Peterle e Leonardo Bianconi (Doutorando UFSC/PPLit-CAPES)
    • Resultado: sexta 09/09/2022 por e-mail.

    Projetos PIBIC

    – Inoperância e crise na narrativa “mínima” de Gianni Celati (prof. Andrea Santurbano)

    – Limites extremos: a poesia de Giorgio Caproni e Andrea Zanzotto (profa. Patricia Peterle)

    Finalidade do PIBIC – Despertar vocação científica e incentivar talentos potenciais entre estudantes de graduação universitária, mediante participação em projeto de pesquisa, orientados por pesquisador qualificado

    Valor da bolsa: R$ 400,00

    Projeto PIBITI

    – Dicionário da Literatura Italiana Traduzida: Inovação e Tecnologia no campo das Letras (profa. Patricia Peterle)

    Finalidade: Contribuir para a formação e o engajamento de recursos humanos em atividades de pesquisa voltadas ao desenvolvimento tecnológico e à inovação.

    Valor da bolsa: R$ 400,00

    *Comprovar vínculo a um programa de ações afirmativas no ingresso no Ensino Superior (conforme Lei n° 12.711/2012, alterada pela Lei n° 13.409/2016 e regulamentada na UFSC pela Resolução Normativa n° 52/CUn/2015, de 16 de junho de 2015, alterada pela Resolução Normativa n° 101/CUn/2017, pela Resolução Normativa no 109/CUn/2017 e pela Resolução Normativa n° 131/CUn/2019 e/ou fazer parte de algum dos grupos a seguir, quais sejam: Negros; Indígenas; Quilombolas; Pessoas com deficiência; Pessoas trans (travestis, transexuais e transgêneros 􏰀 binárias ou não), Portaria 59/CUn/2015


  • Curso Escritoras italianas: um percurso entre amores e lugares

    Publicado em 31/08/2022 às 22:53 10Wed, 31 Aug 2022 22:53:14 +000014.

    “Escritoras italianas: um percurso entre amores e lugares” é um curso de curta duração organizado pela Universidad de Cordoba, UFBA e UFSC e visa a divulgação de obras de escritoras italianas. Serão no total 4 encontros, nos dias 1, 15, 22 e 29 de setembro, das 17h às 19h, em modalidade remota, pela plataforma Google Meet.

    A primeira aula será uma introdução aos temas e obras que serão tratados. A profa. Sílvia Cattoni  (Univ. de Cordoba) vai tratar de Daria Menicanti, escritora que acabou de sair numa tradução trilingue espanhol-português-italiano, Il cacodemonio e il grillo (Valore Italiano, 2022). A profa. Érica Salatini (UFBA) vai explorar o complexo universo poético de Amélia Rosselli. E, por fim, a profa. Patricia Peterle vai tratar do romance Brilha como vida (Relicário, 2022) e da antologia poética A vida inteira (Urutau, 2022).

     


  • A nova interface do Dicionário Bibliográfico da Literatura Italiana Traduzida no Brasil

    Publicado em 30/08/2022 às 21:12 09Tue, 30 Aug 2022 21:12:44 +000044.

    O banco de dados do Dicionário Bibliográfico da Literatura Italiana Traduzida no Brasil reúne o maior número de conteúdos sobre as obras da literatura italiana traduzida no Brasil Cada obra cadastrada recebeu um detalhamento bibliográfico, que é acompanhado por informações sobre os autores.

    O Dicionário está sempre em atividade, seja na inserção de novos registros seja na correção de alguns dados. é uma “obra”, o Dicionário, que só pode ser apresentar sempre incompleta, sempre a completar.

    A nova cara do Dicionário deve-se aos interesses em comum em comum entre o Núcleo de Estudos Contemporâneos de Literatura Italiana (NECLIT) e o Núcleo de Pesquisa em Informática, Literatura e Linguística (NUPILL) decidiram se unir. Os dados do Dicionário Bibliográfico da Literatura Italiana Traduzida foram migrados para a plataforma do NUPILL, com o apoio do Laboratório de Pesquisa em Sistemas Distribuídos.


  • Laboratório de Tradução – NECLIT

    Publicado em 30/08/2022 às 15:26 03Tue, 30 Aug 2022 15:26:23 +000023.

      Trabalhar é um prazer de Cesare Pavese é o resultado do Laboratório de Tradução realizado pelo NECLIT, sob a coordenação do então pós-doutorando Francisco Degani, realizado em 2019.

    São no total 14  contos muito curtos escrito. Esses contos de Pavese, importante poeta e escritor italiano, que viveu no início do século XX, são carregados de significado, mostram  a necessidade de passar pequenos vislumbres da vida em forma concentrada, onde a precisão da palavra (e este é o grande desafio dos tradutores) assume o plano simbólico em que é possível coexistir presente e passado, realidade e fantasia, tempo e espaço.

    O grupo de tradutores é formado por alunos de graduação. alunos de pós-graduação e professores: Agnes Ghisi, Caroline Weiss, Fabiana V. Assini, Helena Bressan Carminati, Iane Poyer, Luiza Kaviski Faccio, Mariele Lucia Tortelli, Nirvana Dornelles, Patricia Peterle, Rossana Cristina Salvador, Tiago Faria.

    Um agradecimento especial vai à toda equipe da 7Letras que acreditou no projeto.

    Da orelha de Silvana de Gaspari: “Minha vida é tudo menos sedentária; posso até dizer que tive aventuras insólitas, reveses, recomeços, tempestades, e as provações ainda não acabaram.” (p.42) É desta forma que o narrador do conto “Uma Certeza” se descreve. E é como identificamos Cesare Pavese, autor italiano do século XX, escolhido pelo tradutor e organizador Francisco Degani, e pelo Grupo de Prática de Tradução Literária, responsável pelas traduções, para compor esta seleção de narrativas que dão forma ao volume Trabalhar é um prazer. São 14 microcontos e, segundo Degani, a ideia, ao escolher os textos aqui propostos, era trazer ao leitor narrativas de caráter mais intimista, que indicassem o retorno de Pavese ao passado, às suas memórias de infância. E memória se identificacomo palavra-chave desta coletânea. Os contos traduzidos são recortes de vida, visõesde um mundo infantil que olha a realidade e vê seus sonhos e seus anseios com aingenuidade daquele que aguarda que a vida lhe traga o melhor: “O dia em que pareidiante de um milharal e ouvi o farfalhar dos longos caules secos balançando ao ar,recordei algo que há muito havia esquecido. [….] Este é um lugar para se retornar”(p.22). Retornar à infância como respiro para o mundo adulto, talvez como resposta parasua insanidade e suas impossibilidades de perdão pelos sonhos de menino que foramsendo descartados ao longo do caminho. Décio Pignatari, em Errâncias, denominariamagistralmente esse movimento de “biobalanço”. E, ainda, a intensidade destas narrativas curtas nos dão a sensação de doces fluxos de memória, nos identificando comos planos que foram sendo tecidos em nossa infância, algumas vezes com o olhar doceda ingenuidade e outras com o sabor amargo da dura realidade presente.