Núcleo de Estudos Contemporâneos de Literatura Italiana
  • Publicado em 21/02/2019 às 17:18


  • Mani, lingua e respiro: 100 anos de Andrea Zanzotto | 16-17/11 8h30 (BR) 12h30(IT)

    Publicado em 08/11/2021 às 00:27

    Quantas facetas não poderiam ser atribuídas a Andrea Zanzotto (1921-2011), para muitos considerado como um do
    s grandes herdeiros de Eugenio Montale. Sua produção, iniciada com a publicação de Dietro il paesaggio [Por trás da paisagem], em 1951, pode ser vista sob diferentes perspectivas: desde uma forte relação com a tradição até seu caráter mais radical e experimental, passando pelo hermetismo, por certa atmosfera bucólica, sem deixar de tratar das atrocidades da Primeira e da Segunda Guerras, do Vietnã, da destruição da natureza e da grande mudança e reconfiguração da paisagem da região do Veneto. Na verdade, o que chama a atenção na incrível e variada produção de Andrea Zanzotto é sua capacidade de ser sempre ele mesmo e sempre outro, variações, amplitudes e deslocamentos (inclusive na própria linguagem) que são articulados a partir de um espaço muito bem definido e delimitado. Esse espaço corresponde à sua cidade natal, Pieve di Soligo, no interior da região do Veneto, bem perto das Dolomitas.

    O evento Mani, lingua e respiro: 100 anos de Andrea Zanzotto traz convidados especiais para discutir alguns dos aspectos de seu laboratório poético e para pensar a tradução e a circulação de sua obra no Brasil, na Argentina e na Espanha.

    Per iscriversi al convegno basta cliccare qui 

    Tutte le attività verranno trasmesse sul canale YouTube del Neclit


  • Lançamento Primeiras Paisagens de Andrea Zanzotto | 4/11 – 17h30 (BR) 21h30 (IT)

    Publicado em 26/10/2021 às 11:04

    Nell’anno in cui si celebra il centenario della nascita di Andrea Zanzotto (1921-2011), presentiamo al pubblico brasiliano l’opera di un grande maestro della poesia italiana contemporanea, da molti considerato il vero erede di Eugenio Montale. Questa edizione bilingue, organizzata e tradotta da Patricia Peterle, raccoglie poesie dei tre primi libri dell’autore: “Dietro il paesaggio” (1951), “Elegia e altri versi” (1954) e “Vocativo” (1957).

    A detta del poeta brasiliano Tarso de Melo “i tre libri di Zanzotto qui riuniti, che danno inizio negli anni Cinquanta alla traiettoria di uno dei maggiori poeti italiani del XX secolo, ci consegnano una poesia che parla affettuosamente della terra, di un posto sulla terra, ma che, curiosamente, non è fatta di ciò che un uomo ha da dire su quello che lo circonda, bensì di quanto tutto quello che lo circonda ha da dire su ciò che sfugge ai suoi occhi, nelle profondità della terra e della vita.”

    Parteciperanno all’incontro Andrea Cortellessa, Patricia Peterle e Tarso de Melo.

    Dove: Zoom


  • RotaLivro

    Publicado em 10/07/2021 às 21:17

    A RotaLivro é um projeto de caráter cultural e tem como objetivo promover um espaço de conversa e interação sobre temas contemporâneos a partir da leitura e debate de obras literárias. As ações da RotaLivro estão voltadas para a democratização da cultura, para o incentivo à leitura e para uma maior circulação de obras traduzidas. A cada encontro será escolhido um livro ou um tema que guiará a conversa.

    Equipe:

     Patricia Peterle (UFSC-USP/CNPq)

    Francisco Degani (pós-doutorando-PPGLit-UFSC)

    Rossana Cristina Salvador (Bolsista SECARTE/UFSC)

    Para ficar por dentro da nossa programação e ver quem são os nossos convidados especiais, clique aqui.

    Acompanhe e participe dos nossos debates.

     

     

     


  • Encontro com Franco Rella

    Publicado em 03/07/2021 às 11:43

    na Disciplina PPGLit Experiência e escritura prof. Andrea Santurbano

    15/07/21, 15h

    clique aqui para sua inscrição 

    “A tarefa da arte é abrir questões lá onde havia respostas”. É com essas palavras que Franco Rella indica o cerne tanto deste livro quanto de todo seu pensamento estético. Limiares: entre arte e filosofia traz as reflexões de um dos mais importantes autores italianos da contemporaneidade, apresentando, ao mesmo tempo, admiravelmente, seu método de trabalho; ou seja, tirar o pensamento do domínio exclusivo da filosofia e considerar como seu campo de atuação privilegiado a esfera da arte.

    Franco Rella é um dos maiores filósofos italianos contemporâneos. Professor titular de Estética do Istituto Universitario di Architettura di Venezia (IUAV), colaborou com instituições como Galleria di Arte Moderna em Roma e Musée d’ Orsay em Paris.

     

    7Letras


  • Revista Literatura Italiana Traduzida

    Publicado em 02/07/2021 às 11:39

    2020 iniciou com uma epidemia que virou pandemia que, agora, atinge os territórios mais diferentes e distantes. Não há mais fronteiras, a globalização expõe suas fragilidades. Uma espécie de nuvem transparente e letal continua pelo ar. Desloca-se junto com os nossos corpos, por isso é necessária a atenção ao isolamento.

    Não é mais possível negar essa realidade que se dá a ver cruelmente, com seu rosto surreal e hiper-real. Agora, é fundamental combater os inimigos de nossa humanidade, sentir os silêncios, lutar pelo direito à vida, pensar no outro, conseguir enfrentar nossas fraquezas e medos.

    No meio da Pandemia, o NECLIT reativa o Literatura Italiana Traduzida, trazendo questionamentos sobre a pandemia, resenhas de livros, artigos que propõem uma reflexão que se faz cada mais urgente. Uma iniciativa para estreitar ainda mais a relação entre a UFSC e sociedade.

    Alguns dos textos sobre: Fabio Pusterla, Guido Cavalcanti, Antonia Pozzi…

    Textos de Roberto Esposito e sobre a poética de Pasolini…


  • Livro Krisis – Tempos de Covid-19

    Publicado em 04/12/2020 às 12:47

    Krisis – Tempos de Covid-19, volume bilíngue (português  e italiano), organizado por Patricia Peterle, Andrea Santurbano, Francisco Degani e Rossana Salvador e editado pela Rafael Copetti Editor,  é a publicação em livro do projeto primeiramente publicado no canal do YouTube do Núcleo de Estudos Contemporâneos de Literatura Italiana da UFSC.

    O livro traz diferentes textos (relatos, poemas, narrativa, testemunhos) e depoimentos depoimentos e entrevistas sobre o surto pandêmico planetário da Covid-19, concedidos com exclusividade por grandes personalidades do panorama cultural italiano, tais como: Carlo Ginzburg, Massimo Cacciari, Franco Rella, Paolo Giordano, Donatella Di Pietrantonio, Valerio Magrelli, dentre outros.

    Os textos são acompanhadas das ilustrações de Ivan Medeiros

     


  • Contemporaneidades na-da Literatura Italiana

    Publicado em 03/11/2020 às 12:46

    Quais são os movimentos da literatura italiana contemporânea?  Quais as tramas, hoje, dessa escritura e a relação com as outras linguagens? Como alguns poetas e escritores pensam a literatura, se relacionam com a palavra e com a própria língua, mas sobretudo se relacionam com o próprio tempo?
    Dando continuidade às pesquisas e aos debates propostos no livro Resíduos do humano, este segundo volume de uma trilogia crítica (que contará, ainda, com um volume dedicado às Anacronias) é fruto dos seminários internacionais organizados nos últimos anos pelo NECLIT (Núcleo de Estudos Contemporâneos de Literatura Italiana), da Universidade Federal de Santa Catarina. O que se coloca para a reflexão, agora, é o que poderia ser chamado de “arritmia” metodológica, a saber, um traço próprio do conceito de con- temporâneo. Isto é, um conceito que não diz respeito simplesmente a uma categoria cronológica ou a um enquadramento sinótico da literatura, mas sim a uma abordagem crítico-teórica que concebe a obra como uma montagem dialética de tempos, como um fluxo em constante deslocamento de pensamentos e linguagens, independente do período de produção do objeto contemplado. Privilegia-se, assim, um método de análise que pretende questionar uma visão historicista, taxonômica e assertiva dos textos, potencializando, ao mesmo tempo, seus momentos de descontinuidade, embates e fraturas.

    Para acessar a segunda edição em e-book, clique aqui.

    Este volume é fruto do II Colóquio Internacional do Núcleo de Estudos Contemporâneos de Literatura Italiana (NECLIT), realizado Estudos Contemporâneos de Literatura Italiana (NECLIT), realizado com o apoio da CAPES, do CNPq e da FAPESC, de 20 a 24 de junho de 2016, na UFSC.


  • Colóquio Pesquisas em Literatura Italiana Traduzida

    Publicado em 13/09/2020 às 22:57

    UFBA | UFSC | USP

    Clique aqui para site do evento

    Clique aqui para se inscrever

                                                          

                           14/10/2020                                       16/10/2020                                                  21/10/2020

                Transmissão ao vivo                       Transmissão ao vivo                     Transmissão ao vivo

                                                                               

                                                                             23/10/2020                                    30/10/2020

                                                                Transmissão ao vivo                     Transmissão ao vivo


  • Krisis – Tempi di Covid-19

    Publicado em 19/07/2020 às 13:21

    Krisis – Tempos de Covid-19 è un progetto del Nucleo di Studi Contemporanei di Letteratura Italiana (NECLIT), attivo a Florianópolis (Brasile) presso l’Università Federale di Santa Catarina (UFSC). La proposta è creare uno spazio di riflessione, nonché un archivio, sulla tragica esperienza del Covid-19 che sta devastando la vita di tutti alle più diverse latitudini. Il sostenimento delle famiglie, la convivenza sociale, il cosiddetto smart working, le ambite conquiste rispetto alla libertà di circolazione, hanno subito grandi scossoni all’inizio di questo 2020. Come ci comportiamo di fronte a questa situazione emergenziale? Quali sono i limiti di una situazione di urgenza? Come pensiamo e ci rapportiamo con l’altro? Come pensare la post-pandemia? Sono questi gli interrogativi trattati dai nostri invitati, scrittori, poeti e artisti italiani, che ringraziamo per la partecipazione.

     

     

    Responsabili del progetto:

    Patricia Peterle (UFSC | CNPq)

    Andrea Santurbano (UFSC)

    Francisco Degani (Pós-Doutorando PPGLit | UFSC)

    Rossana Cristina Salvador (Bolsa-Pro-Cultura | UFSC)


  • Rivista Literatura Italiana Traduzida

    Publicado em 19/07/2020 às 13:05

    A giugno del 2020 il Blog è diventato Rivista Literatura Italiana Traduzida, con l’ottenimento del suo ISSN 2675-4363. La rivista continua ad essere una delle iniziative del Núcleo de Estudos Contemporâneos de Literatura Italiana (NECLIT) dell’Universidade Federal de Santa Catarina, nell’ambito del progetto di ricerca e mappatura della letteratura italiana in Brasile, svolto insieme all’Università di São Paulo (USP). Dal 2010 si sta costruendo una rete internazionale di ricerca dedicata appunto ai rapporti tra Italia-Brasile-Italia partendo dalla circolazione, diffusione e traduzione di opere letterarie. Oltre ad incontri e pubblicazioni varie, uno dei risultati più innovativi è l’elaborazione ed il costante arricchimento della banca dati del Dicionário Bibliográfico da Literatura Italiana Traduzida. Questo progetto, per il suo carattere d’innovazione, ha ricevuto negli ultimi dieci anni il sostegno di enti brasiliani per la ricerca accademica, CNPq, FAPESP e CAPES, e la sua rete di ricercatori brasiliani e stranieri sta via via intensificandosi.

        

    La Rivista è senza dubbio un ulteriore strumento di divulgazione scientifica e di riunione di studiosi interessati alla letteratura italiana, nonché ai rapporti che la stessa instaura con le altre culture come, ad esempio, quella brasiliana. La Rivista è uno spazio di discussione, ed in questo senso i testi pubblicati hanno l’obiettivo di stimolare e avviare riflessioni di varia natura. Essi possono presentare uno sguardo più trasversale puntando al dialogo con altre arti, alle intersezioni letterarie, o soffermarsi su questioni che riguardino la traduzione, oltre a proporre la traduzione di testi inediti e/o di frammenti di testi. È così configurato uno spazio privilegiato di incontri e scambi, che finisce col diventare un riferimento per tutti coloro che lavorano, studiano o attraversano la cultura italiana.

    Gli autori sono ricercatori e professori di varie istituzioni del Paese e di centri di ricerca esteri.