CONEXÕES E DESENCONTROS: ARQUIVOS DA TRADUÇÃO LITERÁRIA – ABRALIC 2023

02/01/2023 11:28
ABRALIC (julho 2023, Salvador)

O simpósio Conexões e desencontros: arquivos da tradução literária quer propor um espaço em que crítica literária e tradução passam a ser dois elementos para pensar a confluência e o contato entre línguas e sistemas culturais. Nesse contexto dá-se uma relevância ao trânsito, à busca, à procura de um espaço de encontro com o outro, visibilizando a diversidade e as zonas desconfortáveis e pantanosas que afloram quando se pensa em relações linguísticas e culturais. Pretende-se, portanto, promover o estabelecimento de relações desconhecidas e criar novas conexões, por meio daquele substrato subterrâneo que, como as raízes das plantas, conecta, alimenta, e faz com que os frutos já existentes sobrevivam e permitam o nascimento e o crescimento de outros. A tradução é vista, aqui, não tanto como produto – ou seja, como texto traduzido em si – mas como processo, com todas as suas marcas e sombras, que implicam a experiência do outro e passagens porosas entre línguas, (des)velando possibilidades por vir.

 Para maiores informações:  https://www.abralic.org.br/inscricao/comunicacao/

Este simpósio faz parte das atividades do Projeto Conectando Culturas (Edital Humanidades, CNPq 407739/2022-0)

Desarquivando o literário | 8 a 10 de maio 2023

15/12/2022 21:58


“Desarquivando o literário: percursos entre línguas” quer ser, em suma, um espaço propício e profícuo para a discussão de um olhar comparado que permita repensar, movimentar e desarquivar também, mas não só, através da tradução,  línguas, trânsitos e redes culturais entre regiões linguísticas e geopolíticas. Nesse sentido, propõe-se identificar processos de deformações, domesticações, correspondências, transferências semânticas, catacrésicas ou metafóricas, concreções simbólicas, tramas rizomáticas; enfim, tudo o que coloca em discussão um saber local e a visão do outro por meio de práticas e ações culturais. É dessa forma que o fato linguístico pode envolver consciente ou menos conscientemente processos de política cultural e de questões identitárias e subjetivas. Assim, finalmente, pretende-se pensar nas relações literárias como fluxo de leituras, interpretações, imagens e símbolos que precisam ser “desarquivados” e considerados em suas zonas de atrito.

O congresso conta com convidados nacionais e  internacionais que vão discutir essas questões e abre também uma chamada para a contribuição em forma de comunicações. O evento é presencial, vídeos poderão ser disponibilizados no canal do YOUTUBE.


Conectando línguas e culturas: a literatura italiana traduzida

17/11/2022 09:16

É a partir de todo o trabalho já feito para a realização do Dicionário Bibliográfico da Literatura Italiana Traduzida no Brasil que se quer abrir agora uma reflexão mais ampla sobre aquelas zonas desconfortáveis e pantanosas que afloram quando se pensa em relações linguísticas e culturais.

Não se trata mais de pensar a partir de um universal, mas da diferença que nos impõem as singularidades, pois há sempre mais de uma língua numa língua, sendo a variedade e a diversidade os elementos desafiadores, exigidos e necessários no contato com o outro. Tal contato passa pelo espanto, pela surpresa, pela diferença consigo mesmo e pelo acolhimento de algo que não deixa de ser estrangeiro.

O objetivo geral, então, é focar, com base nos mapeamentos já realizados ou nos textos já catalogados no Dicionário, as zonas e os nós desconfortáveis nessas relações linguísticas e culturais, que se realizam por meio das traduções e sua circulação. Ainda mais especificamente, propõe-se identificar processos de deformações, domesticações, correspondências, transferências semânticas, catacrésicas ou metafóricas; enfim, tudo o que coloca em discussão um saber local e a visão do outro por meio de práticas e ações culturais. É nesse sentido que o fato linguístico pode envolver consciente ou menos conscientemente processos de política cultural e de questões identitárias e subjetivas. A ideia, finalmente, é destraduzir agora esses “vórtices-literários” que constituem a malha da literatura italiana traduzida no Brasil.

 Organização: Prof. Andrea Santurbano e Profa. Graziele Altino Frangiotti

Imagens e palavras transeuntes

18/09/2022 21:27

Dando continuidade às nossas parcerias internacionais, será hóspede na UFSC um exímio pesquisador e colaborador do NECLIT, o prof. Andrea Gialloreto, da Università “G. d’Annunzio”, Chieti-Pescara. No âmbito do projeto de pesquisa internacional Arquivos reais e imaginários entre Itália e América Latina, ele irá debater sobre a relações estéticas que envolvem palavra e imagem, em sua interseção com a arte, com a poesia e com a crônica. Em particular, serão abordados autores como Giorgio Manganelli e Maria Grazia Calandrone, em concomitância com o lançamento de algumas obras deles em tradução. 

   

                                                       Inscrições aqui

Certificado para os participantes.

Laboratório de Tradução – NECLIT

16/09/2022 09:00

O Laboratório de Tradução (II)  pretende abrir espaço para a prática da tradução, sobretudo a tradução do italiano para o português do Brasil. A teoria da tradução é fundamental para o tradutor, porém é a prática que consolida a teoria. É só traduzindo que se aprende a traduzir. Um laboratório abre espaço para a experimentação guiada, para a análise do texto fonte e do texto traduzido, para entender nossas escolhas e as escolhas do outro, para pensarmos juntos, aprimorar, expressar nossas dúvidas e nossas certezas. Além disso, vamos discutir algumas particularidades da tradução do italiano e sua versão para o português a partir de textos literários que serão discutidos e traduzidos. A tradução será aqui entendida não como um produto final, mas sim como um processo por meio do qual a reflexão sobre o texto traduzido por nós e pelos outros, sobre as soluções encontradas e sobre a dificuldade de bem solucionar um texto é o ponto de partida para o desenvolvimento de uma sensibilidade que possibilita ao tradutor compreender, analisar, intermediar e aproximar línguas e culturas.

Para uma melhor experiência no laboratório, recomenda-se que os interessados possuam pelo menos nível B1 de conhecimento da língua italiana.

Profa. Graziele Frangiotti e Pós-Doutorando Francisco Degani 

 

Inscrições aqui

Conversa com Giovanni Pietro Vitali:Last Letter’s das Guerras Mundiais

15/09/2022 17:23

O doutorando Leonardo Bianconi (PPGLit/CAPES/NECLIT), pesquisador da “resistenza italiana” no Brasil, entrevista o Prof. Dr. Giovanni Pietro Vitali sobre cartas escritas e enviadas durante as Guerras Mundiais. os temas abordados são: formação da língua italiana, identidade e memória.

Veja também o artigo de Leonardo Bianconi “O que é uma carta de um condenado a morte?” na Revista Literatura Italiana traduzida.

Seminário de pesquisa NECLIT

09/09/2022 16:42

O seminário de pesquisa NECLIT foi pensado para que os integrantes do Núcleo possam apresentar o desenvolvimento de suas pesquisas buscando diálogos com diversos interlocutores. O objetivo é expandir as possibilidades de cada pesquisa por meio de problematizações, questionamentos e do confronto de ideias. Esses encontros podem aprofundar e abrir para outros caminhos que ajudem a indagar os objetos das pesquisas. O solitário trabalho do pesquisador atinge seus propósitos a partir do compartilhamento de ideias e resultados parciais e finais.

Após as comunicações haverá um momento de discussão e conversa aberto a todos.

                        

Inscrições para ouvintes: https://forms.gle/EwXbAFM9CQg2eGka8

Para os resumos acesse aqui 

Atenção: vagas limitadas

9h – 12h 

ABERTURA

Mesa I – CORPO, IMAGEM E MEMÓRIA

Coord. Cláudia Alves

14h – 17h30m

RESÍDUOS E SEUS LIMITES NO TEMPO

Coord. Meritxell Hernando Marsal

A última carta. O que é uma carta de um condenado à morte?

Comentários da entrevista ao Prof. Giovanni Vitali, por Leonardo Bianconi

https://youtu.be/jaDlQkBlmkE

ENCERRAMENTO

Seleção – Bolsa PIBIC e PIBITI

01/09/2022 14:44

Resultados:

Bolsa PIBIC

  1. Luiz Paulo Castro – Aprovado com bolsa
  2. Ângela da Rosa Prestes – Aprovada com bolsa
  3. Luiza Mocellin Figueira – Aprovada
  4. João Lopes Rodrigues – Aprovado

Bolsa PIBIC-AF

  1. Maria Paula Moretti Brito – Aprovada com bolsa

Bolsa PIBIT

  1. Juan Terenzi – Aprovado com bolsa
  2. Camila Vicentini Camargo – Aprovada
  3. João Lopes Rodrigues – Aprovado

Os aprovados com bolsa precisam urgentemente providenciar o CV Lattes e abrir conta no Banco do Brasil (pode ser Conta Fácil que é toda online).

——-

Estão abertas as inscrições para bolsas PIBIC e PIBITI para atuação nos projetos do Núcleo de Estudos Contemporâneos de Literatura Italiana, para o período 2022-2023. Sendo 01 bolsa para Ações Afirmativas*.

  • Critério de avaliação: IAA (índice de aproveitamento acumulado) e entrevista
  • Prazo para inscrição: terça 06/09/2022, enviar e-mail com histórico escolar para neclit.ufsc@gmail.com
  • Seleção | Entrevista: quinta 08/09/2022, às 10h, na sala 525-B CCE.
  • Banca de seleção: Prof. Andrea Santurbano, Profa. Patricia Peterle e Leonardo Bianconi (Doutorando UFSC/PPLit-CAPES)
  • Resultado: sexta 09/09/2022 por e-mail.

Projetos PIBIC

– Inoperância e crise na narrativa “mínima” de Gianni Celati (prof. Andrea Santurbano)

– Limites extremos: a poesia de Giorgio Caproni e Andrea Zanzotto (profa. Patricia Peterle)

Finalidade do PIBIC – Despertar vocação científica e incentivar talentos potenciais entre estudantes de graduação universitária, mediante participação em projeto de pesquisa, orientados por pesquisador qualificado

Valor da bolsa: R$ 400,00

Projeto PIBITI

– Dicionário da Literatura Italiana Traduzida: Inovação e Tecnologia no campo das Letras (profa. Patricia Peterle)

Finalidade: Contribuir para a formação e o engajamento de recursos humanos em atividades de pesquisa voltadas ao desenvolvimento tecnológico e à inovação.

Valor da bolsa: R$ 400,00

*Comprovar vínculo a um programa de ações afirmativas no ingresso no Ensino Superior (conforme Lei n° 12.711/2012, alterada pela Lei n° 13.409/2016 e regulamentada na UFSC pela Resolução Normativa n° 52/CUn/2015, de 16 de junho de 2015, alterada pela Resolução Normativa n° 101/CUn/2017, pela Resolução Normativa no 109/CUn/2017 e pela Resolução Normativa n° 131/CUn/2019 e/ou fazer parte de algum dos grupos a seguir, quais sejam: Negros; Indígenas; Quilombolas; Pessoas com deficiência; Pessoas trans (travestis, transexuais e transgêneros 􏰀 binárias ou não), Portaria 59/CUn/2015

  • Página 1 de 4
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4